Guia de Eventos de Setúbal

A sua pesquisa não obteve nenhum resultado
ver Modelo perante o espelho setembro 2019

O espelho foi utilizado por diversos pintores ao longo dos séculos, quer para se autorretratarem, quer para criarem composições inusitadas e surpreendentes. Fotógrafos e cineastas também não se têm esquecido dele, dadas as potencialidades plásticas, as tensões e as dinâmicas que permite. Também escritores a ele têm recorrido, e não só no género policial. Ora, o ...

leituras Um livro manifesto sobre a realidade que nos rodeia setembro 2019

“Para onde vai uma pessoa quando não sabe para onde há-de ir?” Em duas páginas seguidas a mesma frase solitária no branco do papel. Um lugar-comum com a carga emocional de cortar a trama ficcional de “Eu Vou, Tu Vais, Ele Vai”, em que se analisa um quotidiano kafkiano num romance nada kafkiano. Um alemão da Alemanha de Leste, especialista em Filologia Clássica, viúvo, acabado de se reformar, atravessa a Alexanderplatz ...

compasso O Manel Bola setembro 2019

Um dia, há poucos anos, confidenciou-me que tinha dezoito anos. Na verdade tinha dezoito anos, o seu corpo é que não conseguia acompanhar a ousadia. Dizia-me que usava bengala porque lhe dava mais estilo. Olhava-se com ironia e ria de si próprio. O Manel sabia rir. Tinha a resposta sempre na ponta da língua. Língua afiada como uma espada e elegância na esgrima. Fosse qual fosse o tema ou tom da conversa, havia sempre ternura nos olhos e um ...

ver Girassóis julho 2019

Vincent (era assim que assinava os seus quadros) ficou Van Gogh para a história da arte. Por alguma estranha teimosia, substituíram-lhe a identidade artística, com se ele não tivesse tido problemas de sobejo com a sua… personalidade. Sigamos por outro caminho, pois na sua vida e na sua obra há muitos por onde ir. Conhecem-se sete telas suas com girassóis numa jarra, todas executadas aquando da sua estadia em Arles. Quatro delas ...

leituras Viagens Invulgares da Condição Humana julho 2019

“A minha primeira viagem fi-la a pé pelos campos. Só deram pela minha ausência passado muito tempo, o que me permitiu percorrer uma boa distância. (...) Debruçada no topo do dique, fitando a corrente, dei-me conta de que, apesar de todos os perigos, tudo o que está em movimento é sempre melhor do que aquilo que está em repouso, que a mudança é mais nobre do que a estabilidade, que tudo o que estagna acabará por ...