Guia de Eventos de Setúbal

bastidores

Regras ajudam cultura

setembro 2020

O Fórum Municipal Luísa Todi está aberto ao público e a funcionar com as condições e regras especiais de higiene, no âmbito do quadro sanitário da Covid-19, para garantir a retoma da programação cultural em segurança para todos

A pandemia decretada pela Organização Mundial de Saúde em março pôs o setor das artes em pausa prolongada, com o encerramento das salas de espetáculos e, com isso, o adiamento e cancelamento de eventos.

Nos últimos meses, a Câmara Municipal de Setúbal tem mantido um esforço acrescido na mitigação dos impactes causados na sociedade. Durante o confinamento e atualmente com a reabertura dos espaços públicos de lazer, as orientações da Direção-Geral da Saúde são seguidas e mantidas com planos de contingência próprios.

É assim em todas as áreas e no que à cultura diz respeito o município tem apostado forte na implementação de regras sanitárias que promovam confiança e devolvam público aos espetáculos promovidos nos equipamentos municipais.

No Fórum Municipal Luísa Todi, as funcionárias do setor de higiene e limpeza assumem o protagonismo das garantias dadas para a segurança daquele equipamento. Isabel Encarnação, Sandra Mendes e Sónia Silva formam a equipa que, todos os dias, garante a higienização e a boa circulação de pessoas nos espaços comuns.

“O plano define a limpeza dos locais de passagem e de zonas de maior contacto, como portas, corrimãos, puxadores, torneiras, balcões”, explica Sónia Silva no momento de dar início à limpeza da manhã, antes da chegada dos funcionários.

Quando há espetáculos, “é feita uma limpeza mais profunda” no palco e nos camarins e nas cadeiras, antes e depois. Durante os eventos, que por razões de segurança não têm intervalo, o foyer é limpo de novo, de forma a que esteja desinfetado na saída do público.

A higienização é feita com produtos desinfetantes bactericidas e viricidas, alguns com componentes à base de cloro, “que garantem maior limpeza e higienização, das casas de banho, por exemplo, e em locais onde as pessoas têm tendência a tocar mais com as mãos, como os corrimãos das escadas”, adianta Sónia Silva.

As condições de higiene e segurança do Fórum Luísa Todi são ainda reforçadas com a adoção de um conjunto de procedimentos por parte dos funcionários municipais. Todos usam equipamentos de proteção individual, como máscara e viseira, higienizam as mãos com solução à base de álcool ou com água e sabão, à entrada e à saída e em momentos pontuais.

O uso de máscara é ainda obrigatório pelo público em todos os locais e, obviamente, no decorrer dos espetáculos, sala com algumas cadeiras vazias para garantir distanciamento e percursos de circulação.

Os profissionais do mundo das artes também têm de respeitar as regras sanitárias genéricas. Ninguém fica de fora nesse esforço. O espetáculo tem de continuar.