Guia de Eventos de Setúbal

Girassóis
ver

Girassóis

julho 2019

Vincent (era assim que assinava os seus quadros) ficou Van Gogh para a história da arte. Por alguma estranha teimosia, substituíram-lhe a identidade artística, com se ele não tivesse tido problemas de sobejo com a sua… personalidade. Sigamos por outro caminho, pois na sua vida e na sua obra há muitos por onde ir.

Girassóis

Conhecem-se sete telas suas com girassóis numa jarra, todas executadas aquando da sua estadia em Arles. Quatro delas foram pintadas em agosto de 1888, entre as quais a que aqui se reproduz; as restantes em janeiro do ano seguinte. Uma tem três girassóis, outra tinha cinco, duas têm doze e três têm quinze. (A de cinco foi destruída na II Guerra Mundial, mas dela existem fotografias.)

As de três e de cinco girassóis têm cores escuras, são contidas em termos de composição e de pincelada, e talvez tenham sido as primeiras; nas outras os girassóis são autênticas erupções de luz e de cor, onde o amarelo marca a presença mais forte. Azul e amarelo são as cores mais utilizadas por Vincent, mas o azul foi praticamente ignorado na série dos girassóis. 

Nas naturezas-mortas, nas paisagens, em interiores ou em retratos, há sempre a possibilidade de observar os seus quadros como partes da sua vida e como estados de alma. Sem dúvida que a perceção da sua obra fica mais enriquecida conhecendo a sua vida. Sofrida. Mas não nos esqueçamos de observar cada obra pela sua riqueza plástica.

Nestes Girassóis há luz, cor, movimento, textura, harmonia, graciosidade, tensão, acenos, contenções, sorrisos, mágoas. Aqui encontramos também um estado de alma com alguma inquietação, mas uma inquietação algo contida. Antes de Vincent ninguém tinha pintado assim, nem com esta técnica, nem com esta riqueza simbólica.

Cor e tinta empastada é o que primeiro os nossos olhos captam num quadro seu, e depois muitas coisas se podem descobrir. Mas dele há que não esquecer os desenhos com caneta de aparo, com traços fruto de gestos rápidos e intensos. E não se esqueça também aquilo que ele escreveu, muitas páginas de excelente escrita que ajudam a enquadrar a sua vida e muitas das suas obras.

 


 

 

António Galrinho
Artista plástico